Governador inaugura cinco novos reservatórios da CASAN em Rio do Sul com capacidade para 1,2 milhão de litros

Foto: Roberto Zacarias/Secom

O Governador Jorginho Mello inaugurou na manhã deste sábado, 11, cinco novos reservatórios em Rio do Sul. Feitos de aço inoxidável, eles estão instalados nos bairros Bela Aliança (250 mil litros), Boa Vista (200 mil litros), Canta Galo (250 mil litros) Rio Lontras (300 mil litros) e Santa Mônica (200 mil litros). A cerimônia aconteceu no Centro de Inovação Norberto Frahm e contou com a participação do presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN), Edson Moritz, o diretor de operação e expansão Pedro Joel Horstmann e o prefeito José Thomé.

“A intenção é trazer desenvolvimento e melhoria na vida de cada um. Obrigado ao presidente Edson, a Casan tá se reformando e tenho certeza que esses reservatórios são tão fortes quanto são bonitos. Estou muito feliz em poder entregar algo que vai fazer a diferença para toda a cidade”, disse o governador Jorginho Mello.

Os cinco reservatórios têm um investimento somado de aproximadamente R$ 7 milhões. Juntos, eles poderão abastecer cerca de 15 mil moradores de Rio do Sul (20% da população da cidade) e 6,5 mil de Lontras (50% da população). Os bairros contemplados com essa melhoria no abastecimento foram Bela Aliança, Bremer, Boa Vista, Canta Galo, Matador, Rainha, Santana, Santa Mônica e Loteamento Rio Lontras. A Companhia fez o investimento levando em consideração os locais mais críticos de abastecimento e a expansão urbana do município.

A Companhia também investe atualmente no assentamento de 8,1 km de novas redes de água para Rio do Sul e Agronômica. Em Rio do Sul, 3,5 km estão sendo instalados na região central e outros 4 km levarão a água para a região do presídio da cidade. Em Agronômica, a rede de 600 metros finalizará a interligação de reservatórios ao sistema de abastecimento. As tubulações têm maior resistência e a instalação está sendo feita próxima ao passeio, para não atrapalhar o trânsito em caso de futuros consertos.

“Isso vem na verdade reforçar o que a gente chama de sistema Integrado de Rio do Sul. Para se ter uma ideia em cinco enchentes na cidade nosso sistema de água foi testado e funcionou. Funcionou em toda a região e isso quer dizer que os reservatórios vão permitir que a água continue sendo oferecida com muita qualidade” pontuou o presidente da Casan, Edson Moritz.

Já no setor de esgoto, a CASAN opera desde o ano passado a sua estação de tratamento. Atualmente, as ligações estão permitidas para o bairro Canta Galo. O sistema tem capacidade para atender futuramente 50% dos moradores, se estendendo aos bairros Boa Vista, Canoas, Centro, Eugênio Schneider, Fundo Canoas, Jardim América, Laranjeiras, Progresso e Santana. O investimento total foi de R$54 milhões.