Dragagem do rio Itajaí-Açu ações da Celesc e inaugurações da Casan trazem alívio e esperança para Rio do Sul e Região

O início da dragagem do rio Itajaí-Açu representa muito para quem mora no Alto Vale. É a retomada da esperança em dias tranquilos em que as chuvas não signifiquem, necessariamente, enchentes e tragédias.

O histórico da cidade de Rio do Sul e região é de cheias que ceifaram vidas, destruíram casas, levaram patrimônio e o sonho de moradores ao longo dos anos.

Neste sábado, 11, era fácil encontrar olhares alegres, aliviados e até emocionados, quando o governador Jorginho Mello assinou a ordem de serviço para o começo das obras de dragagem do Rio Itajaí-Açu e deu início à limpeza, de dentro da draga sobre o rio.

Segundo o governador um trabalho permanente para tentar resolver o que é mais importante:

SONORA

A jovem Fernanda Nunes, de 12 anos, que se juntou ao grupo na limpeza, ressaltou a importância das ações para Rio do Sul voltar a ser uma das cidades mais belas de Santa Catarina:

SONORA

Ainda no sábado, o governador Jorginho Mello, o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, entre outras autoridades, lançaram o projeto “Energia do Bem” e acompanharam a entrega de equipamentos para moradores.

Em sua sexta edição o “Energia do Bem” deve substituir 2 mil geladeiras, 6 mil chuveiros com trocador de calor e 18 mil lâmpadas LED. Ao todo, o projeto deve investir R$ 13 milhões. Só para Rio do Sul a iniciativa deve destinar R$ 4 milhões.

Entre as ações, teve também a inauguração de cinco novos reservatórios em Rio do Sul. Feitos de aço inoxidável, eles estão instalados nos bairros Bela Aliança, Boa Vista, Canta Galo, Rio Lontras e Santa Mônica.

A cerimônia aconteceu no Centro de Inovação Norberto Frahm e contou com a participação do presidente da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (CASAN), Edson Moritz, o diretor de operação e expansão Pedro Joel Horstmann e o prefeito José Thomé.

Os cinco reservatórios têm um investimento somado de aproximadamente R$ 7 milhões. Juntos, eles poderão abastecer cerca de 15 mil moradores de Rio do Sul (20% da população da cidade) e 6,5 mil de Lontras (50% da população).

Os bairros contemplados com essa melhoria no abastecimento foram Bela Aliança, Bremer, Boa Vista, Canta Galo, Matador, Rainha, Santana, Santa Mônica e Loteamento Rio Lontras.

O prefeito José Thomé frisa que este é o início de uma grande jornada muito importante para a cidade e região e é louvável essa vontade do Governo do Estado de iniciar todo esse processo:

SONORA