Agência Minas Gerais | Família de bebê ex-paciente do Hospital Júlia Kubitschek troca presentes por doações no primeiro aniversário do filho  

“Gratidão é a palavra que resume tudo”, afirmou Larissa Lopes Sangir ao chegar ao Hospital Júlia Kubitschek (HJK), em Belo Horizonte, na última quarta-feira (7/2), com o filho Ícaro e o companheiro Igor. Em janeiro de 2023, a família passava pelo pior momento de suas vidas com a internação do bebê, com apenas dois dias de vida, na UTI Neonatal da maternidade do HJK. Um ano depois, eles retornaram à unidade para agradecer a equipe por todo cuidado com o menino e entregar as doações recebidas no primeiro aniversário do filho. 

Rafael Assis 

Entenda o caso

Tudo começou em 12 de janeiro de 2022, quando o pequeno Ícaro teve uma complicação após o nascimento. A maternidade em Itabira, onde ele nasceu, não tinha todos os recursos necessários para tratá-lo e, então, ele precisou ser transferido para a UTI Neonatal do Hospital Júlia Kubitschek. “Tive uma gestação tranquila, mas ele acabou tendo complicações após o parto, que o deixaram em estado muito grave, necessitando de aparelhos para respirar”, lembra a mãe. 

Aos dois dias de vida, ele chegou à UTI do HJK, onde recebeu todo o tratamento necessário. “O Ícaro chegou aqui ao hospital intubado, com um quadro de insuficiência respiratória e sepse (infecção). Iniciamos o tratamento necessário assim que o recebemos e ele foi vencendo todas as barreiras até ser extubado (retirada do tubo que é introduzido na via aérea para respiração artificial), atingir a nutrição plena, ganhar peso e, após 17 dias de internação, receber alta, ficando sem nenhum tipo de sequela”, explica a coordenadora da Unidade Neonatal, Danielle Camargos de Castro. 

“Graças à equipe do hospital, ele recebeu o tratamento adequado. Foram dias muito difíceis, mas recebemos todo o apoio e conforto da equipe. Desde as pessoas da portaria, da limpeza, até toda a equipe assistencial do hospital, só temos elogios. Para nós, o Hospital Júlia Kubistchek é nota 10, não deixa nada a desejar em relação aos particulares. Indicamos de olhos fechados”, elogia a mãe.

Gratidão 

Em agradecimento ao atendimento de qualidade recebido no HJK, a família decidiu fazer um aniversário diferente para comemorar o primeiro ano de vida do Ícaro. “Estávamos preparando o aniversário dele, quando sonhei que meu filho me dizia para doar os seus brinquedos. Então, eu e meu companheiro decidimos pedir aos convidados que levassem lenços umedecidos e fraldas ao invés de presentes para o nosso filho, para doarmos ao hospital onde fomos tão bem atendidos”, conta Larissa. 

Doação

O encontro com a equipe de neonatologia do hospital para a entrega das doações deixou os pais e servidores emocionados. “Ver o bebê que cuidamos, depois de algum tempo, é emocionante, chego a arrepiar. É gratificante vê-lo andando, sorridente e saudável”, diz a coordenadora. 

Para os pais, a emoção é ainda maior. “Passa um filme na cabeça. É um misto de agonia – lembrando tudo o que passamos vendo nosso filho na UTI – e gratidão por ele estar tão bem hoje”, afirma a mãe. O pai, Igor Simões Machado, concorda: “Nos primeiros dias foi um choque, não poder pegá-lo no colo, vê-lo naquela situação. Mas fomos muito bem atendidos. Voltar aqui hoje traz lembranças ruins e boas, mas, acima de tudo, é gratificante”. 

Segundo a mãe, mesmo com as doações feitas durante a internação do Ícaro e agora, pouco mais de um ano após sua alta, nada será suficiente para agradecer. “Tudo o que fizermos ainda será pouco para agradecermos pelo quanto nós e nosso filho fomos bem tratados aqui”, conclui. 

Sobre o hospital 

O Júlia Kubitschek pertence ao Complexo de Especialidades da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) e sua maternidade é considerada referência para o atendimento a gestações de médio e alto risco, com serviços de assistência integral, por meio de uma equipe multidisciplinar, para garantir a saúde da mulher e da criança. A excelência de seus serviços lhe rendeu o título “Hospital Amigo da Criança”, um reconhecimento do Ministério da Saúde.

O hospital ainda oferece atendimento de urgência e emergência, 24 horas, em clínica médica, cirurgia geral, neonatologia e gineco-obstetrícia; e atenção integral aos pacientes com doenças complexas, como fibrose cística, hipertensão pulmonar e mioneuropatias. Na assistência ambulatorial, atua nas áreas de tisiologia, pneumologia e cirurgia torácica, além de atender outras especialidades, como clínica médica, cirurgia geral, odontologia, obstetrícia e pré-natal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *