Governo de SP entrega mais de 1,4 mil moradias no Vale do Paraíba

O Governo de São Paulo trabalha diariamente para promover o acesso a moradias dignas a famílias de baixa renda em nossos 645 municípios. Em 2023, a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação iniciou o maior programa habitacional da história de São Paulo e entregou 18,4 mil moradias, sob investimento de R$ 1,6 bilhão. É o melhor resultado de uma administração paulista, em um ano, desde 2009.   

Desse total, 7.759 moradias foram construídas diretamente pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), com aporte de R$ 1,4 bilhão. Para outras 10.641 famílias, a casa própria foi viabilizada por meio do Crédito Imobiliário, modalidade do programa Casa Paulista que dá subsídios a grupos com renda de até três salários mínimos para facilitar o financiamento.   

No Vale do Paraíba, foram entregues 1.485 unidades habitacionais, em um investimento de R$ 184,2 milhões.  

Mas esse foi só o começo das entregas planejadas. O Estado trabalha para acelerar ainda mais o ritmo nos próximos anos, com investimento de mais de R$ 13 bilhões. O secretário Marcelo Branco destaca a importância do trabalho que está sendo desenvolvido para reduzir o déficit habitacional em São Paulo.   

“Pactuamos com o governador Tarcísio de Freitas uma meta audaciosa de entregar mais de 200 mil habitações durante os quatro anos de gestão. Hoje, além de 18 mil entregues no primeiro ano, já temos mais de 100 mil moradias em produção. O objetivo do Governo de São Paulo é mudar, melhorar e transformar a vida das pessoas.”   

Moradora de Barretos, Bruna Leomar Ferreira, mãe de quatro filhos, entrou pela primeira vez na casa própria com o olhar de quem estava ganhando o mundo. “Esta casa vai mudar muito a minha vida. O local onde estávamos morando não tinha estrutura nenhuma, sem água tratada e sem esgoto”, contou. “Dois dos meus filhos são especiais e tenho certeza que será um lugar muito melhor para o desenvolvimento deles, além da convivência em um lugar digno para todos nós.”.   

Na cidade de Iaras, Edicleiton de Lima descreveu a entrada na nova moradia como um momento único. “Só tenho a agradecer a todos os envolvidos. Esta casa é o início de um sonho e será a base para tudo que vamos construir na vida”, disse ele ao receber as chaves da nova residência.   

As famílias beneficiadas pela CDHU são selecionadas em sorteios públicos. O financiamento dos imóveis segue a Política Habitacional do Estado de São Paulo, que prevê juros zero para famílias com renda mensal de até cinco salários mínimos. Com isso, as pessoas que realmente necessitam do apoio do Estado conseguem conquistar a casa própria, pagando praticamente o mesmo valor da parcela ao longo de 30 anos.   

Casa Paulista

A construção direta de casas populares pela CDHU é apenas um dos pilares do novo Casa Paulista, um programa habitacional completo com quatro diferentes frentes. A iniciativa do Governo de São Paulo é suprir demandas habitacionais e promover o desenvolvimento urbano em 645 cidades.   

Além da construção e entrega de moradias, o Casa Paulista também oferece crédito imobiliário para que famílias possam comprar suas moradias diretamente com as construtoras e incorporadoras. O valor do subsídio varia entre R$ 10 mil e R$ 16 mil, de acordo com a localização do imóvel.   

O crédito pode ser somado a subsídios federais e à utilização do FGTS no financiamento habitacional, quando disponível. Assim, o valor das prestações fica totalmente adequado à capacidade de pagamento das famílias.   

Em Tatuí, 519 famílias atendidas pelo Casa Paulista receberam as chaves de suas residências. Primeira beneficiada da lista, Fernanda Taís Oliveira Sousa não escondeu a satisfação ao caminhar pela nova moradia.   

“Entrei, lembrei da minha família e do quanto corremos atrás para conquistar o que desejamos. Não importa se é difícil ou fácil. Um sonho nunca é grande demais se vem do coração”, disse ela, bastante emocionada.   

Jonatas dos Santos e Noemia Nonato celebravam a conquista da casa própria enquanto o filho Samuel brincava no playground do condomínio com os novos amigos. “O sonho de ter nossa casa foi plantado no nosso coração há mais de um ano. E, um dia, recebemos a ligação que foi a prova de que tudo o que acreditamos pode ser realizado. Tudo deu certo”, agradeceu o casal.   

A regularização fundiária de imóveis em áreas urbanas é outra ação de destaque do Casa Paulista. Ao oferecer a documentação, o Estado garante a propriedade e a segurança jurídica a donos de moradias que estavam em situação irregular. Além disso, o Casa Paulista também promove obras de urbanização e melhorias habitacionais em todas as regiões de São Paulo.   

São Paulo é o trabalho que dá certo!

Em seu primeiro ano de gestão, o governo do Estado de São Paulo fortaleceu sua missão de promover serviços de qualidade à população, guiado por pilares como o desenvolvimento, o diálogo e a garantia de dignidade para as pessoas. No período, foram concluídas 2.740 obras, que incluem 18.400 moradias e a recuperação de 6.400 km de rodovias. Na educação, 848 escolas foram reformadas, e 25 creches foram inauguradas. Na saúde, foram abertos 1.500 leitos, equivalente a sete hospitais, e realizadas 1 milhão de cirurgias eletivas. Na segurança, todos os índices de produtividade policial registraram melhorias em relação a 2022, com aumentos de 17% na apreensão de drogas, 11% de armas, 9% de veículos e 5,4% de prisões. Além disso, 25 unidades do Poupatempo passaram a atender mais 1,2 milhão de pessoas mensalmente. Entre tantas conquistas, somou-se a aprovação da desestatização da Sabesp, que será fundamental para antecipar a universalização do saneamento e a expansão do acesso à água, coleta e tratamento de esgoto para toda a população de São Paulo. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *