Operação da Prefeitura de Sorocaba apura denúncias de perturbação do sossego e outras irregularidades em onze pontos da cidade

Os agentes do Setor de Fiscalização de Posturas, ligado à Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (Seplan) da Prefeitura de Sorocaba, com o apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), vistoriaram onze pontos da cidade, dos quais oito apresentaram irregularidades e foram notificados ou autuados, dos quais dois foram interditados temporariamente. A operação ocorreu entre as 22h de sábado (28) e 4h deste domingo (29), para checar denúncias de perturbação do sossego e outros tipos de irregularidades.

A ação contemplou as Zonas Sul, Norte, Leste e Oeste da cidade, em bairros como Campolim, Vila Hortência, Vila Santana, Vila Fiori, Vila Barão, Jardim Marli, Jardim Portal da Colina e Jardim São Paulo. Três endereços estavam fechados no momento da fiscalização. Ao todo, foram emitidas sete notificações e cinco multas.

Na Vila Santana, um estabelecimento foi notificado por falta de alvará de funcionamento, obstrução de calçada, atividade geradora de poluição sonora e multado por não ter licença para o funcionamento em horário especial noturno, tendo que encerrar as atividades. No Campolim, um local foi notificado por falta de alvará de funcionamento e por atividade geradora de poluição sonora e outro, notificado por falta de alvará.

Na Vila Hortência, um local foi multado por falta de alvará e também por não ter licença para funcionar em horário noturno, tendo sido interditado, sendo que outro recebeu autuação por falta de alvará. Ao passo em que um estabelecimento, no Jardim Marli, foi notificado e um, no Jardim São Paulo, multado, ambos por falta de alvará de funcionamento.

Os locais fiscalizados foram definidos a partir de denúncias enviadas por munícipes ou levantados pelos serviços de inteligência. A Secretaria de Segurança Urbana (Sesu) e as autoridades policiais contam, sempre, com o apoio da população, para que as acione e envie informações, em caso de constatação de perturbação do sossego, eventos clandestinos ou outras irregularidades. O contato pode ser feito pelos telefones: 153 (GCM) e 190 (Polícia Militar).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *