novas regras do Insulfim estão valendo desde janeiro – Portal do Governo de Mato Grosso do Sul

Com o intuito de manter a privacidade, segurança e até proteger dos raios ultravioletas, muitos veículos possuem a película de vidros, ou acessório popularmente conhecido como Insulfilm. E desde janeiro de 2023 entrou em vigor a resolução 989/22 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) que prevê novas regras sobre o Insulfim.

Na nova resolução, não há mais exigência de transparência mínima do acessório nos vidros laterais traseiros e no vidro traseiro. Já no caso do para-brisas e nos vidros laterais dianteiros, ficou estabelecido que devem obedecer a regra de 70% de transparência.

Outra mudança, foi com relação ao Insulfim com bolhas e os que não possuem chancela, ou seja, o selo da quantidade de transparência e continua proibido o uso de películas refletivas ou opacas. Pela resolução, é considerada infração de trânsito grave com perda de cinco pontos na carteira e multa no valor de R$ 195,23. Vale lembrar que essas infrações são aplicadas ao proprietário do veículo, não sendo possível a indicação do condutor.

Para o chefe da fiscalização do Detran-MS, Ruben Ajala, o condutor deve sempre optar e primar pela segurança. “O condutor deve lembrar que os insulfilms de baixa qualidade ou muito escuros, podem acabar atrapalhando a visibilidade tanto a noite, quanto em dias de chuva”.

Rodrigo Maia, Detran-MS
Foto: Rachid Waqued

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *