Governador reúne Defesa Civil e forças de segurança para balanço dos impactos das chuvas em SC – ACN

O governador Jorginho Mello encerrou a agenda de trabalho deste feriado de 12 de outubro, por volta das 23h, depois de convocar uma reunião para atualizar as últimas informações sobre as consequências das fortes chuvas que atingiram o Estado desde a semana passada.

Foto: Eduardo Valente/GOVSC

“Temos um grande trabalho pela frente que é de reconstrução de tudo que foi perdido. Estamos com toda a equipe de Assistência Social e da Saúde também reforçando o atendimento às famílias”, disse o governador, que reforçou o pedido de vigilância: “Ainda pedimos atenção da população com os deslizamentos e enchentes. Determinei a minha equipe força total para que possamos passar por esse momento difícil.”

O Corpo de Bombeiros, a Polícia Militar, Defesa Civil, Secretaria de Saúde e a Secretaria de Assistência Social seguem mobilizados no atendimento às famílias afetadas.

“O governador está preocupado e acompanhando nosso trabalho e quis mais uma reunião para se atualizar nesse feriado. Essa é uma preocupação que ele sempre colocou: preocupação com a proteção das pessoas e em como que está sendo feito o trabalho na assistência e na prevenção”, disse o secretário de Proteção e Defesa Civil, coronel Armando Schroeder.

Em várias cidades catarinenses o acumulado de chuva chegou a 100 milímetros nas últimas 12 horas, agravando ainda mais a situação de municípios que já tinham sido afetados.

“Aqui a gente fez um relato geral de toda a operação do Corpo de Bombeiros desde o último dia 3, que foi a primeira onda de chuvas, passando logo no final de semana pela segunda e agora pela terceira. Em resumo o CBMSC já fez o atendimento de mais 1.400 ocorrências e atendeu diretamente mais de mil pessoas, a maioria delas retiradas de áreas de risco ou pessoas que estavam ilhadas”, explica o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Fabiano de Souza.

Os esforços do Governo do Estado estão voltados para a ajuda humanitária com a entrega de alimentos, roupas, colchões, produtos de higiene e limpeza, além de medicamentos. Um decreto de emergência foi publicado pelo governador Jorginho Mello para facilitar os trâmites burocráticos no processo de reconstrução das cidades por parte das prefeituras.

Alerta para risco de deslizamentos

Segue a atenção redobrada para o risco de deslizamentos, enchentes e inundações no Vale, Alto Vale, Litoral e na cidade de Itajaí.

:: Santa Catarina tem 142 municípios afetados pelas chuvas e 112 em situação de emergência

As barragens de Ituporanga e Taió atingiram a cota máxima e a água está vertendo na noite dessa quinta, mas sem previsão de novos volumes significativos de chuva.

Já a Barragem de José Boiteux está com 81% da sua capacidade de armazenamento de água.

Presença nas regiões afetadas

Na manhã desta sexta-feira, 13, o governador volta ao Vale do Itajaí para acompanhar de perto o impacto das chuvas e fará um novo sobrevoo nas cidades que foram alagadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *