Anitta no Rock in Rio Lisboa: como foi o show da brasileira? – POA SHOW

Depois de ter a mala extraviada e quase não encontrá-la, subiu ao palco do último dia de Rock in Lisboa. No palco, a cantora carioca de 29 anos apresentou o mesmo cenário do Coachella, mas trouxe uma nova setlist. O show trouxe diferentes referências ao Brasil e ao .

De verde, azul e amarelo, representando as cores da bandeira brasileira, Anitta entrou no palco montada na garupa de uma moto, fazendo alusão ao mototáxi. A cenografia remetia às favelas e morros do Rio enquanto a a artista cantava “Onda diferente”, mais uma vez com os vocais originais de Ludmilla e Snoop Dogg.

Relacionadas

Depois, Anitta saiu do Rio e desembarcou em Salvador para mostrar o pagodão baiano com “Me Gusta” ( cantada originalmente com Cardi B e Myke Towers).

A partir daí, Anitta trouxe feats de sucesso em português, como Some Que Ele Vem Atrás, com Marília Mendonça, e Loka, com Simone e Simaria, “Terremoto”, com MC Levinho e “Dançarina (Remix), com Pedro Sampaio.

Em conversa com a imprensa antes do show, Anitta disse que a seleção de músicas foi pensada especialmente para a edição portuguesa e contou com a ajuda de amigos e fãs locais pelas redes sociais.

Anitta, em diversos momentos, dançou passinhos do funk carioca no palco, em especial, mas o momento mais vibrado pelos presentes foi na faixa “Movimento da sanfoninha”, quando ela faz o quadradinho.

“Como que a raba dela tem vida assim? Eu não consigo”, disse, surpresa, uma portuguesa da plateia.

Anitta deixou tudo mais íntimo quando levou a família ao palco e levantou a bandeira do Brasil durante a faixa “Rave de favela”. Rebecca, que cantou no palco Galp Music Valley, também foi convidada por Anitta e subiu para cantar “Combatchy” e “Favela chegou”, parceria originalmente com Ludmilla.

Além do funk, outro gênero musical apresentado foi a bossa nova. Ela cantou parte de “Garota de Ipanema”, de Antonio Carlos Jobim, Norman Gimbel e Vinicius De Moraes, que foi usada como sample para “Girl From Rio”, faixa do novo CD, “Versions of Me”. “Gata”, *Que rabão” e “Envolver” também não ficaram de fora.

Ela deixou “Show das Poderosas” para o final, primeiro hit da cantora em Portugal. “Foi assim que a gente começou aqui em Lisboa”, disse, emocionada.

O dia de Anitta foi o único que esgotou na atual edição e reuniu 80 mil pessoas no Parque Bela Vista.

Além de portugueses e brasileiros residentes no país, fãs da cantora saíram do Brasil e da carioca na edição gringa do festival.

Fonte: poashow.com.br/2022/07/21/anitta-no-rock-in-rio-lisboa-como-foi-o-show-da-brasileira

admin